domingo, 22 de maio de 2011

São Paulo é a 6ª cidade com mais bilionários do mundo, aponta revista

Vista aérea da cidade de São Paulo (Raul Junior)

Na última terça-feira, 17, São Paulo foi condecorada com um título primoroso: figura na sexta posição da lista de cidades com o maior número de bilionários no mundo. São 21 magnatas paulistanos, informa o ranking divulgado pela revista americana Forbes. O número é idêntico em Mumbai, na Índia, o que obriga a capital paulista a dividir o mérito. A diferença é que os bilionários de São Paulo têm patrimônio estimado em 85 bilhões de dólares, enquanto a fortuna dos 21 indianos soma107 bilhões de dólares. A lista coloca a cidade brasileira à frente de megalópoles como Los Angeles, na Califórnia, que aparece em oitavo lugar, Pequim, que também aparece em oitavo, e San Francisco, que aparece em 11º. O ponto do globo em que é mais provável esbarrar num bilionário, contudo, fica na Rússia: com 79 bilionários, Moscou empurrou Nova York e seus 59 magnatas para o segundo lugar. A ex-capital do comunismo registrou uma assombrosa escalada na lista da Forbes. Só em 2010, 58 russos entraram para o seleto grupo de bilionários. Londres, com 41, ficou em terceiro. Entre os habitantes de mais alta renda de Moscou figuram magnatas que tiraram das commodities e de derivados suas principais fontes de renda. Um exemplo é Vladimir Lisin, o homem mais rico do país, que atua no segmento siderúrgico. A fortuna dele combinada com a dos outros bilionários supera 375 bilhões de dólares, um valor muito maior do que a receita de qualquer cidade do mundo. A listagem da Forbes considera como referência o endereço principal dos 1.210 bilionários da lista, com base em valores convertidos para o dólar norte-americano. Os demais endereços dos bilionários não são levados em consideração. Mas vários residentes de Moscou possuem um segundo endereço em Nova York, incluindo o magnata dos fertilizantes e do carvão Andrey Melnichenko, cuja esposa comprou recentemente uma cobertura de US$ 12,2 milhões com janelas voltadas para o Central Park. Moscou não é a única cidade com ligações com o comunismo que aparece na lista. Três cidades chinesas também estão no topo em concentração de bilionários. Hong Kong aparece em quarto lugar, com 40 bilionários; Pequim, em décimo, com 19. Xangai, na 13ª posição, conta com 16 pessoas capazes de colocar um Bugatti Veyron na garagem sem comprometer o orçamento.

Confira as cidades que figuram no topo da lista:

 1. Moscou - 79 bilionários
 2. Nova York - 59 bilionários
 3. Londres - 41 bilionários
 4. Hong Kong - 40 bilionários
 5. Istambul - 36 bilionários
 6. São Paulo - 21 bilionários
 6. Mumbai - 21 bilionários
 8. Taiwan - 19 bilionários 8
 8. Los Angeles - 19 bilionários
 8. Pequim - 19 bilionários
11. San Francisco - 17 bilionários
11. Dallas - 17 billionários


Fonte: Veja Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário